Foto: Adriano Gambarini

Foto: Adriano Gambarini

O lobo-guará é considerado Vulnerável (VU) na última avaliação nacional (Paula et al. 2013), no Estado do Paraná (Paraná 2010), no Estado de Minas Gerais (COPAM 2010), e no Estado de São Paulo (Bressan et al. 2009). No Rio Grande do Sul, a espécie é considerada Criticamente Ameaçada (Fontana et al. 2003).

A espécie é considerada Quase Ameaçada (NT) pela IUCN desde 1996 (Rodden et al. 1998). Até 1994 a espécie era considerada Vulnerável.

Nos outros países, a situação é pior. Na Argentina, Paraguai e Bolívia, se encontram as melhores populações fora do Brasil. Ainda assim a espécie pode ser considerada Ameaçada (EN), enquanto que no Uruguai e Peru, como no RS, é criticamente ameaçado aparecendo registros somente no norte do país (Uruguai) e no Peru, poucos registros no sudeste do país.