Foto: Adriano Gambarini

Foto: Adriano Gambarini

É uma espécie onívora, isto é, se alimenta de diversos tipos de comida. Consome uma grande diversidade de frutos e pequenos animais, como ratos, mucuras, gambás, tatus, aves (principalmente as rasteiras como perdizes e codornas), lagartos, cobras (mesmo as venenosas), muitos insetos. As vezes pode caçar também animais maiores como raposa-do-campo, cachorro-do-mato, e em casos raros, animais maiores como veados.

23_AG89251.A quantidade diferenciada de frutos que compõem sua dieta faz com que possa aproveitar diversas espécies ao longo de todo ano. No entanto, é a fruta-do-lobo que elege como fruta preferencial em muitas localidades. Inclusive é esta relação do lobo com a lobeira, que resultou em tal nome à planta. Por crescer mesmo em áreas desmatadas, e estar disponível o ano inteiro, sementes desta fruta podem ser encontradas nas fezes dos lobos quase que sempre e fazendo assim deste animal o principal agente de disseminação da planta. E não somente da lobeira mas de várias outras plantas do cerrado. Entre outras frutas de preferencia do lobo, estão o araçá, o murici, a fruta-de-ema, ariri, e o cajuzinho do cerrado.

Mas mesmo com frutos disponíveis o ano inteiro, o lobo varia sua dieta, de acordo com a estação do ano. Durante a época chuvosa (a grosso modo de novembro a abril), se aproveita da abundância de frutos no seu ambiente, e se alimenta principalmente deles. Mas na seca (maio a outubro), quando eles diminuem, é quando precisa sair bastante para caçar suas presas, que também estão mais ativas em busca do alimento escasso.